Jornal Médico

PesquisarSubscrever NewsletterFacebookTwitter

Agenda de Eventos

quinta, 08 fevereiro 2018 11:30

Gripe: Taxa de cobertura vacinal voltou a aumentar

Portugal tem aumentado, nos últimos anos, a taxa de cobertura vacinal contra a gripe nos grupos de risco, afirma a Direção-geral da Saúde (DGS), estimando que este ano tenham sido vacinados pelo menos 62% dos idosos.

Na terça-feira, um relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Centro Europeu para o Controlo de Doenças (ECDC) sobre a vacinação contra a gripe na Europa informou que se verifica uma tendência decrescente da vacinação.

Em declarações à agência Lusa, a diretora-geral da Saúde afirmou que em Portugal a tendência é a contrária, tendo havido nos últimos anos aumento da cobertura vacinal nas populações de risco.

“A partir da pandemia de 2009/2010, todos os anos temos melhorado os indicadores. Este ano, mais uma vez, ainda numa avaliação preliminar, temos indicação de que vamos ficar com uma cobertura vacinal superior à do ano passado”, disse.

Segundo a DGS, desde a época 2015/2016 que se têm vacinado cerca de 60% das pessoas com 65 ou mais anos (quase duas em cada três pessoas). Para esta última época vacinal, Graça Freitas estima que se tenha atingido uma cobertura de pelo menos 62% na população idosa.

No caso particular das pessoas residentes em lares tem-se verificado uma cobertura vacinal da ordem dos 90% desde a época 2011/2012, refere ainda a DGS.

Apesar de a cobertura entre os profissionais de saúde também ter registado melhorias, a diretora-geral da Saúde reconhece e lamenta que continue abaixo do que era desejado.

Subscrição da newsletter do Jornal Médico